7o. Ano matutino EAS Toyota

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Terremoto no Haiti


Haiti, um país pobre que a pouco tempo foi destruido por um grande terremoto, deixando cerca de 100 mil mortos, e 300 mil desabrigados.
Soldados brasileiros que faziam parte da missão de paz da ONU naquele país, ajudam também no socorro ás vítimas, levando alimentos e ajudando a encontrar parentes dos que sobreviveram em baixo dos escombros. Para ver como a soliariedade do brasileiro é grande...
Pessoas como cantores, artistas e outros, estão doando dinheiro para a reconstrução do país. Mas isso não basta para aqueles que ficaram, resta ainda superar a dor da perda dos entes queridos.
Tudo isso é um novo recomeço.Todos esperam que essas pessoas voltem a sorrir como sorriam raramente antes de tudo vir a baixo!
A vida desse povo se resumia em suas casas, e suas famílias, agora nada lhes restam a não ser a esperança de terem a cidade reconstruida e suas cabeças erguidas.
Nosso mundo precisa abrir os olhos para ver que o tempo passa e que se você não der valor ao que tem, perde sem ao menos saber o porque.Eles que já tinham tão pouco, e davam valor, agora não tem nada. A não ser suas vidas.
Paises pobres como este, não podem ser esquecidos nunca.Pois eles é que são os verdadeiros guerreiros do mundo, passando por tantas dificuldades na vida.
Onze militares e treis civis brasileiros, morreram soterrados na hora em que aconteceu o terremoto.A nossa querida Zilda Arns, da Pastoral da Criança, também morreu no terremoto, quando estava em uma igreja de Porto Pricípe, ministrando uma palestra que fazia parte de sua missão de paz no Haiti.
Postado por: Natália Jacomini Imori - Setimo ano - matutino

2 comentários:

  1. Parabéns Natália, excelente matéria! Vamos participar sempre!

    ResponderExcluir
  2. O Blog está ótimo e sua postagem muito boa.

    ResponderExcluir